quarta-feira, 30 de abril de 2008

A alegria de simplesmente ser

Hoje é um dia especial! Uma pessoa que muito amo faz 25 anos! É minha irmã querida, Jenifer. Quero felicitá-la nesse post pelo prazer da felicidade que a cada dia descubro de simplesmente ser seu irmão mais velho. Quero me alegrar com ela, pois uma das maiores alegrias da vida é poder compartilhá-la com quem amamos, e poder aprender, dia após dia, que não vivemos sem elas, pessoas como nós, tão complicadas e paradoxais e ao mesmo tempo tão indispensáveis.

Quero também chorar com ela, pois a alegria se expressa no pranto tanto quanto no riso; e nos mais profundos recônditos de nossa alma, ainda que muitas vezes ferida, triste, sem horizontes, existe uma alegria escondida, a alegria de que ser é o bastante, pois bem-aventurados são aqueles que aprendem que na vida não precisamos ter ou fazer tantas coisas, e que mais importante é caminhar, e de modo mais despretensioso possível, pra que os sonhos e as pretensões de Deus encharquem nossos corações, mobilizando-nos para uma jornada mais compassiva, sensível e agradecida...

Quero trazer uma palavra de esperança ao seu coração. Porque sem esperança, por mais dias que vivamos e passemos nesse mundo, seremos os mais infelizes dentre os caminhantes... A esperança é o combustível para uma existência movida pela graça de Deus, e que, apesar dos muitos enfados, percalços e dores, ainda assim teima em desenvolver a tenra arte de persistir e nunca desistir da vida. Afinal de contas, não é Deus o ser mais apaixonado pela vida de que já ouvimos falar?

Quero, portanto, convidá-la a ser contaminada pelo desejo incessante de viver e de espalhar a vida de Deus entre aqueles que talvez tenham perdido a noção de que viver é bom demais, apesar dos pesares, pesados, mas não o bastante para nos derrubar em definitivo. Quando sou fraco, então é que sou forte... E como diz a bela canção “O que é o que é”, de Gonzaguinha, quero incentivá-la a nutrir e ficar com a pureza da resposta das crianças: “é a vida, é bonita e é bonita...”.

Viver, e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar (e cantar e cantar...) a beleza de ser um eterno aprendiz. Eu sei (ah, eu sei) que a vida podia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu repita, é bonita, é bonita e é bonita... Um beijo no coração!

Jonathan

4 comentários:

Robinson J. De Souza (Roberas) disse...

Mandou bem ohhh Jonnnaaasss!!!!
---------------//----------
Jefão,

parabéns...muitas felicidades e quem sabe, mais um monte de coisas que Deus te mandar... Vc é uma menina muito querida por todos nós...

abraço e bjo fraternal

Roberas

Jenifer disse...

Jon amei todas estas palavras, muito obrigada pela homenagem, muito obrigada pelo carinho, te amo muito hoje e sempre!
Beijos

LBR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LBR disse...

Do lado de cá do Atlântico, parabéns à Jenifer. Como diz o Gonzaguinha... é bonita, é bonita, é bonita! :-)

Mas a mensagem do seu irmão é realmente um Hino ao amor fraterno. Parabéns pelo ambiente familiar donde brotou um tal amor, parabéns aos pais, sobretudo!

Luis

luisbotelhoribeiro@gmail.com
portugalprovida.blogspot.com
cidadaniapt.blogspot.com
gmatportugal.blogspot.com